sábado, 23 de janeiro de 2010

O polêmico peso das modelos

A temporada de moda brasileira terminou nessa ultima sexta-feira 22, levantando uma polêmica já bastante discutida entre os formadores de opiniões e pela mídia especializada: o peso das modelos.
Nessa edição de inverno 2010 vimos nas passarelas varias modelos - para não dizer a maioria - desfilarem corpos excessivamente magros, fruto de uma industria que cruelmente impõe suas regras, mas que não se responsabiliza por seus atos.
A desculpa de sempre é que no inverno, por usar mais roupas nas passarelas, as modelos precisam estar mais magras que o habitual. Mas se estão alem da magreza exigida - como o que vimos nessa temporada - acabam sendo cruelmente crucificadas.
Nessa edição tivemos muitas modelos iniciando a carreira e pegando seus primeiros desfiles. Para se enquadrarem nos padrões das modelos russas, que vem dominando o mercado e derrubando o biotipo saudável que Gisele Bundchen introduziu na moda, as new-faces brasileiras estão ficando cada vez mais magras.
Em entrevista concedida a Folha de S. Paulo, a modelo Aline Weber diz: "Se você engorda um pouco, todo mundo está ali para te julgar. Se você emagrece, falam que você está linda.
Conheço muitas meninas bulímicas e anoréxicas fora do Brasil, as russas são as piores." diz.
Paulo Borges, diretor do Fashion Rio e SPFW encaminhou uma carta às principais semanas de moda do mundo, fotógrafos e editores de moda, alertando para a excessiva magreza das modelos.
Em resposta a carta de Paulo, a editora da Vogue americana, Anna Wintour, convidou o diretor da SPFW para uma reunião em NY, no dia 9 de fevereiro afim discutir sobre o peso atual das modelos.
Será que o estilo Lara Stone vai dominar as passarelas ou o da recordista de desfiles Alicia Kuczman?
Saúde em primeiro lugar!

Foto: Reprodução/Agência Fotosite

19 comentários:

Tiago Fioravante disse...

Creio que este é um assunto que ainda deve render muito pano pra manga, afinal, não é de hoje que esta discussão ganha espaço na mídia.

Mas a aquestão principal deve ser a saúde das meninas. Se é algo natural, creio que está ok. Os biótipos deveriam ser respeitados.

Os designers deveriam ousar mais, como fez o Mark Fast, em Londres, e diversificar seus desfiles, colocando na passarela modelos de diferentes medidas, sem deixar o desfile se tornar algo tão monótono e polêmico. Assim todo mundo sairia ganhando.

As modelos desencanariam com a questão do peso, não deixariam isto se tornar uma obssessão, e a mídia não cairia tanto em cima das marcas.

Luísa Carneiro disse...

Parabéns pela matéria é muito importante que pessos de sites importantes sobre moda divulguem a necessidade da saúde entre as modelos!

Luísa Carneiro disse...

Parabéns pela matéria é muito importante que pessos de sites importantes sobre moda divulguem a necessidade da saúde entre as modelos!

Sergio Malaquias disse...

Bem bacana a forma que vc escreveu.
Colocou de maneira inteligente e delicada esse assunto que em toda epoca de fashion week cai em pauta.

eduarda disse...

meu em primeiro lugar,ser magra é a coisa mais incrivel,
e hoje as pessoas principalmente no Brasil.deveriam se preocuparem com a obesidade,que é um problema muito maior....
meu as modelos são perfeitas,e tem as pessoas que cuidam disso,as agencias e seus bookers!!!

Fernanda disse...

Eu acho uma falta de respeito voces postarem o rosto e o nome das pessoas "envolvidas", só porque a modelo esta na mídia direto voces (outros sites tambem) ficam pegando no pé, esse assunto ja beira o sensacionalismo, voces poderiam muito bem ter escondido rostos e claro nao ter citado nomes, eu espero que voces levem um processo por causa disso, quem sabe assim aprendem.

Fabio Lage disse...

"Fernandinha" "querida", me diz em qual trecho da reportagem em que se denigre a imagem de alguem aqui?!
Acho que vc não leu bem o texto e se leu, deve ler novamente e interpretar melhor.
Não estamos pegando no "pé" de ninguem e muito menos denegrindo "Imagens".
O House of Models é um blog sobre modelos e não vejo o porque não postar "rostos", "nomes" e etc.
Se liga!
;)

dani disse...

nossa, muito legal mesmo essa matéria! o biotipo da época da gisele deveria voltar a agradar... tipo, uns 88, 89 de quadril... agora se a menina tiver 85, 86 que é recordista, promessa, etc ¬¬'

Anônimo disse...

Gente, que drama... Eu não sei o que é pior, esse assunto batido ou o texto quase que copiado na íntegra da Folha de São Paulo. Feio hein?

kiki disse...

Esse assunto é um pouco batido, achei teu texto dramático tb.

'desfilarem corpos excessivamente magros, fruto de uma industria que cruelmente impõe suas regras, mas que não se responsabiliza por seus atos.'

'Mas se estão alem da magreza exigida - como o que vimos nessa temporada - acabam sendo cruelmente crucificadas.'

CRUELMENTE, CRUCIFICADAS? Cruel são as crianças morrendo de fome porque estão sem comida. Modelo é modelo porque quer. Cada um faz o que quer, e sabe o que está fazendo,e se se metem em anorexia, bulimia e por ai vai, problema de cada uma todo mundo sabe que faz mal.

"Alicia ou Lara Stone?" acho q ja esta meio óbvio qual foi o escolhido há muito tempo.

1bj

Lula R. disse...

Infelizmente sempre vão haver pessoas que concordam e outras que não, quando há uma polemica assim, desse porte.
Normal uns aceitarem sua critica e outros não.
Faz parte do papel do jornalista informar, e acata quer quiser.
Li também a critica do Alcino, e de outros veículos.
Parabens pelo texto.

Vivi Bataglia disse...

Concordo plenamente com a matéria, achei as meninas execivamente magras, algumas beirando a feiura.
Tenho certeza que a maioria faz muitos sacrifícios pra se encaixar no padrão de produtores e estilistas, esquecendo da saude e que se um dia chegarem à envelhecer terão muitos problemas físicos e psicológicos, se é que já não tem!! Uma porcentagem mínima deve ser "naturalmente" magra.
A maioria das meninas desta temporada estavam muito magras, será realmente necessário?

Vivi Bataglia disse...

Escrevi totalmente errado excessivamente!!! Desculpem-me!

Erick disse...

NINGUÉM É OBRIGADO A SER MODELO! SE A GURIA TA COM BULIMIA OU ANOREXIA QUE SAIA DA PROFISSÃO! A MODA N IMPÕE UM BIOTIPO, ELA APENAS ESCOLHE AS MAGRAS

ESSE ASSUNTO JA TA UM SACO! MODELOS PRECISAM SER MAGRAS E PRONTO!

GEMMA YARD ENGORDOU E SAIU DA PROFISSÃO, QUAM NÃO AGUENTAR FAÇA QUE NEM ELA!

INFELIZMENTE É ASSIM QUE OS ICONES DA MODA PENSAM, ELES APENAS DISCUTEM O ASSUTNTO PRA N CAUSAR MAIS INTRIGAS.PQ TODO NÓS JA SABEMOS QUE UMA GORDINHA N FICA BEM NA PASSARELA!

fernanda disse...

acho ridículo essa galera falando, é modelo porque quer, é magra porque quer, a pessoa é magra porque ela é magra, aposto que a alícia nao fica se forçando pra ser magra, nao deixa de comer, a menina foi recordista de desfiles nas duas semanas fashions, RJ e SP, imagino que ela nao tinha muito tempo pra se alimentar como deveria. Achei errado pegarem no pé dela por exemplo quando existem outras modelos mais magras por aí, só pegaram no pé porque ela esta em foco atualmente. E assim como a folha de sao paulo, voces trataram a magreza de modo prejorativo.

Paulo Ferba disse...

Vi Alicia no André Lima, realmente bem magrinha, mas eu não entendo, pois Ana Cláudia Michels estava com alguns kilos a mais e por isto ficou fora do mercado fashion por um bom tempo, ela emagreceu, voltou com tudo e levou o título do corpo da temporada, depois a Barbara Berger apareceu magérrima na temporada passado fez vários desfiles e tbm foi criticada e já a Natalhie apareceu com curvas td mundo criticou, dizendo que ela estava fora do perfil... E aí #comofaz? Sempre haverá crítica.

Abraços

Anônimo disse...

As meninas mais magras ficam de fato mais bonitas em fotos e na passarela. Concordo com a fernanda, também acho que a magreza em geral (não só a das modelos) está sendo tratada pejorativamente. Duvído que metade das pessoas que critiam estão realmente pensando na saúde dessas meninas... provavelmente são pessoas amargas que queriam ser modelos mas estão fora do padrão. É claro que os distúrbios alimentares são bastante graves, mas modelo não é sinônimo de bulimia ou anorexia...

Nya disse...

Sou modelo, mas fotográfico. Se eu quiser me tornar modelo fashion (que é a modelo de passarela) tenho que emagrecer pelo menos uns 9kg (tenho 58kg). Gente, a verdade é que o padrão exigido para as modelos fashion é o da magreza, por isso são chamadas modelos manequins ou models management. É claro que existe uma certa imposição do padrão pedido hoje e tal, mas é quase uma 'lei' ser magra para esse tipo de trabalho. É um pouco triste, modelo é assim: você leva mais nãos do que sins, tudo por conta do peso, como já aconteceu comigo. E sabe, tem muitas que até gostam.

Anônimo disse...

SORRY, MAS ALICIA ESTA ANOREXICA E PONTO....SE ESTIVESSE TÃO BEM TERIA BOOKADO GRANDES GRIFES FORA DO BRASIL